sexta-feira, maio 07, 2021

Cometa C/2020 R4 (ATLAS)

 Cometa R4 ATLAS em 04 de Maio 2021.

Fajã de Baixo, Ponta Delgada, Açores



NGC4565 ou Galáxia em Agulha.

 NGC4565 ou Galáxia em Agulha.

Sessões de 4 (10 imagens) e 5 de Maio (12 imagens) 2021, em Fajã de Baixo, Ponta Delgada, Açores.
Dados Técnicos em https://astrob.in/343w53/0/



quarta-feira, maio 05, 2021

Galáxias da Baleia e do Taco de Hóquei

 Galáxias da Baleia e do Taco de Hóquei com as suas companheiras NGC 4627 e NGC 4657 com quem interagem, situadas na constelação de Canes Venatici (CVn) fazem parte do Super Aglomerado da Virgem a que pertence também a nossa galáxia e situam-se a cerca de 25 milhões de anos-luz.

Fajã de Baixo, Ponta Delgada, Açores em 04 de Maio de 2021.
Dados Técnicos em https://astrob.in/8et12e/0/



sexta-feira, abril 30, 2021

Messier 57 e a Sheliak

A Nebulosa Planetária Messier 57 situa-se entre duas estrelas, a Sulafat e a estrela dupla gigante Sheliak ou β Lyrae que aqui aparece no quadrante inferior esquerdo.


 

NGC 4565 ou Galáxia da Agulha

 




NGC 4565 ou Galáxia da Agulha.
Com algum arrastamento por culpa do gato que se encostou à montagem equatorial!!😏É que para além da poluição luminosa dos arredores de Ponta Delgada ainda tenho o factor G !!
Fajã de Baixo, Ponta Delgada em 14/04/2021 com apenas 9 exposições de 120 segundos cada (as que minimamente se aproveitaram).



Cometa C/2020 R4 (ATLAS) em 29/04/2021


Entre muitas nuvens, perdendo algumas vêzes a auto-guiagem, conseguimos no entanto realizar 9 imagens de 120 segundos cada do cometa C/2020 R4 ATLAS que apresenta uma cauda de poeiras bastante pronunciada e uma outra iónica não tão evidente por causa das condições atmosféricas adversas.
Fajã de Baixo, Ponta Delgada, 29 de Abril de 2021.




Cometa C/2020 R4 (ATLAS) em 29 de Abril de 2021.
Exposição única de 2 minutos.
Acredita-se que o aumento de brilho se deverá a um "outburst".
Fajã de Baixo, Ponta Delgada.


 

quarta-feira, abril 21, 2021

Nebulosas planetárias Sh2-290 ou Abell 31 e a Sh2-225

Nebulosa Planetária Sh2-290 ou Abell 31 ou ainda PK 219.1+31.2 situada na Constelação do Caranguejo a 2000 anos-luz e descoberta em 1955.
Integração 64x120s com imagens de duas sessões exactamente com um ano de intervalo: 18-04-20 e 18-04-2021.
Esta nebulosa tem uma luminosidade extremamente fraca evidenciando a sua antiguidade e apresentando o sinal OIII no centro (azul) mais evidente. Está envolta em gás ionizado de hidrogénio (1ª linha de emissão H-alfa) de tonalidade avermelhada com uma configuração particular: apresenta uma frente de choque, "bow shock" devido ao facto de a sua progressão no espaço interestelar se fazer nessa drecção.
Fajã de Baixo, Ponta Delgada, Açores.



Nebulosa Planetária de luminosidade extremamente fraca, a Sh2-225 situa-se na Constelação da Carruagem. Emite sobretudo em Halfa e tem como parceiras outra nebulosa planetária, a Sh2-223 e os restos da Supernova Sh2-224.
No canto superior direito é possível ver um Enxame Estelar Aberto denominado Collinder 61.
Integração apenas de 40x120s em 18 de Abril de 2021 em Fajã de Baixo, Ponta Delgada, Açores.


 

segunda-feira, abril 19, 2021

Sh2-290 ou Abell 31

Nebulosa Planetária Sh2-290 ou Abell 31 ou ainda PK 219.1+31.2 situada na constelação do caranguejo a 2000 anos-luz e descoberta em 1955.

Esta nebulosa tem uma luminosidade extremamente fraca evidenciando a sua antiguidade e apresentando o sinal OIII no centro (azul) mais evidente. Está envolta em gás ionizado de hidrogénio (1ª linha de emissão H-alfa) de tonalidade avermelhada com uma configuração particular: apresenta uma frente de choque, "bow shock" devido ao facto de a sua progressão no espaço interestelar se fazer nessa drecção.
Imagem resultante apenas da integração 41x120s na noite de 18 de Abril 2021 em Fajã de Baixo, Ponta Delgada.



Integração 64x120s com imagens de duas sessões exactamente com um ano de intervalo: 18-04-20 e 18-04-2021.




Cometa R4 Atlas



Cometa C/2020 R4 ATLAS entre a 00:45 e 01:17 UT da madrugada de 19 de Abril de 2021 em Fajã de Baixo, Ponta Delgada, Açores.
Descoberto pelo programa de pesquisa "Asteroid Terrestrial-Impact Last Alert System (ATLAS)" em 12 de Setembro de 2020.
Magnitude estimada em 13 na constelação de Hércules a 73,5 milhões de quilómetros do nosso planeta.
Integração centrada no cometa de 15x120s processado em Astro Pixel Processor.
Perfeitamente visível a cauda, a cabeleira em tom esverdeado devido à presença de cianogénio e o falso núcleo.


 

domingo, abril 18, 2021

M51

 Messier 51 mais algumas galáxias no campo superior esquerdo (NGC 5169, IC 4263 e NGC 5198).

3 horas de exposições distribuídas por duas sessões de 31 de Março e 14 de Abril 2021.
Takahashi 102FS f/6, ASI294MC Pro.
Fajã de Baixo, Ponta Delgada, Açores.
Dadoa Técnicos em https://astrob.in/yxx9si/0/



SN2021hpr

 Na galáxia espiral NGC 3147 a 150.000 anos-luz surgiu uma Supernova do tipo Ia com uma magnitude estimada 14,5.

Á esquerda da galáxia uma bonita estrela de cor alaranjada a DH(DRA) é uma estrela de carbono. A sua cor deve-se ao facto de a sua atmosfera ser formada maioritariamente por monóxido de carbono que lhe confere uma assinatura espectroscópica particular.
Integração apenas de 20 imagens de 120 segundos cada em 14 de Abril 2021em Fajã de Baixo, ilha de S. Miguel, Açores.







Nebulosa da Roseta

 E aqui está a Nebulosa da Roseta com duas sessões de astrofotografia realizadas com um ano de diferença (15.03.2020 e 27.03.2021), perfazendo uma integração de 48x120 segundos em modo SHO.








M46 e nebulosa planetária NGC 2438

 Messier 46 aglomerado estelar aberto e a Nebulosa Planetária NGC2438 a cerca de 3900 anos luz na constelação Puppis situada à sua frente e resultado da morte de uma estrela semelhante ao nosso Sol.

Imagens obtidas (19x120s) em 30 de Março 2021 em condições muito más com Lua Cheia e atmosfera repleta de poeiras vindas do norte de África. Fajã de Baixo, ilha de S. Miguel, Açores.
Dados técnicos em https://astrob.in/w8wyyn/0/



Jones Emberson 1

 Anatomia de uma nebulosa planetária

Jones-Emberson 1 ou a Nebulosa Planetária dos auscultadores de ouvido, está na constelação do Lince a 1600 anos-luz e possui uma magnitude 14 com uma superfície de brilho muito fraco.
Constitui o resultado do fim de vida de uma estrela semelhante ao nosso Sol que ao finalizar o consumo de hidrogénio disponível, colapsou expulsando as suas camadas exteriores e convertendo-se numa estrela Anã Branca muito azul que reside no seu centro.
Na imagem e do lado direito é ainda possível identificar a galáxia espiral UGC4085 de magnitude 14.



Nebulosa Planetária Jones Emberson 1 a 1600 anos-luz na Constelação do Lince. No seu centro é possível ver uma estrela azul restos da estrela semelhante ao nosso sol que expulsou as suas camadas externas ao deixar de ter hidrogénio suficiente no seu núcleo.
Apesar da presença da Lua Cheia e de uma atmosfera altamente poluída por poeiras do norte de África na noite de 30 de Março 2021, foi possível realizar 40 imagens de 120 segundos cada com Takahashi 102FS f/6 e uma camera OSC ASI294MC Pro (ganho 120, offset 8, 0C, bin 1x1) com filtro Optolong L-Enhance.
Fajã de Baixo, ilha de São Miguel, Açores.
Dados técnicos em https://astrob.in/yjprx6/0/



Sh2-302

 Nebulosa SH2-302 de emissão preponderante em H-alfa, situada na constelação da Popa ou da Ré próxima da constelação do Cão Maior e corresponde a popa do navio Argo.

Segundo a mitologia grega, a antiga "Argo Navis" representava o navio que Jasão e os Argonautas usaram na sua busca pelo Velo de Ouro.
Integração de 40 x 120 segundos na noite de 14 de Abril 2021 em Fajã de Baixo, S. Miguel, Açores.
Dados Técnicos em https://astrob.in/9wbbcq/0/



quinta-feira, março 11, 2021

Sh2-279 em HSO (Halfa, SII, OIII)

 Sh2-279 ou a Nebulosa do Homem Correndo em Hubble Palette (HSO)

Integração de 20x120s com imagens de duas sessões de 3 e 5 de Março de 2021 em Fajã de Baixo, S. Miguel, Açores.
Dados técnicos em https://astrob.in/kjsgso/0/




Sh2-279 em HOO (Halfa, OIII)

 Sh2-279 em HOO (APP) com Optolong L-enhance.

Integração de 20 x120s com ASI294MC Pro, Takahashi 102FS f/6.
Sessões de 03-03-2021 e 05-03-2021 em Fajã de Baixo, S. Miguel, Açores.
Dados técnicos em https://astrob.in/eyuttw/0/




sábado, março 06, 2021

Sh2-279 ou a Nebulosa do Homem Correndo

Integração de 40 minutos com imagens de duas sessões (as melhores) depois de terem passado muitas nuvens nas noites de 3 e 5 de Março de 2020 em Fajã de Baixo, S. Miguel. Açores.

Dados técnicos em https://astrob.in/7ebv1c/0/




sexta-feira, março 05, 2021

Nebulosa Planetária Abell 21 na Constelação dos Gémeos

 Abell 21, Nebulosa Planetária situada a 1500 anos-luz na Constelação dos Gémeos.

Imagens obtidas em 04 de Março de 2021 em Fajã de Baixo, ilha de São Miguel, Açores.
Dados técnicos em https://astrob.in/5pi5y6/0/




Nebulosa Planetária Abell 24 no Cão Menor

 Nebulosa planetária Abell 24 também conhecida como PK 217+14.1 e ARO 134, situada na constelação do Cão Menor a 1730 anos-luz. Daqui a cinco mil milhões de anos acontecerá o mesmo ao nosso Sol ao converter-se numa Gigante Vermelha expulsando as suas camadas externas para o espaço "engolindo" o planeta Terra.

Imagem obtida na noite de 4 de Março de 2021 em Fajã de Baixo, ilha de São Miguel, Açores.
Dados técnicos em https://astrob.in/922v0s/0/




quinta-feira, fevereiro 18, 2021

Messier 78

 


Noite de 17 de Fevereiro, uma "aberta" permitiu-nos realizar mais 24 imagens de 120 segundos cada, que adicionámos às 16 anteriores resultantes das sessões de 21 de Janeiro e 15 de Fevereiro, perfazendo a integração de 4800 segundos.
Contudo a instabilidade atmosférica introduziu ruído suficiente na imagem da M78.
Dados técnicos em

terça-feira, janeiro 26, 2021

Asteróide (39) Laetitia

 



Ainda na breve noite de 21 de Janeiro de 2021, depois de termos acompanhado a Nebulosa da Cabeça do Macaco ou NGC2174, e já em condições atmosféricas adversas, ainda fizemos algumas imagens da zona da Nebulosa SH2-264 e das duas estrelas duplas que estão no seu centro, a Lambda Orionis ou Meissa e a Phi1 Orionis. Nesta imagem resultado da integração de apenas 5 outras de 102 segundos cada, registámos o asteróide (39) Laetitia com 150 km de envergadura e a uma distância de 285 milhões de quilómetros, quase 1 ano depois da data do seu perihélio.

domingo, janeiro 24, 2021

Nebulosa da Cabeça do Macaco NGC2174


NGC2174 ou Nebulosa da Cabeça do Macaco em 21 de Janeiro de 2021 em Fajã de Baixo, Ilha de São Miguel.

Dados Técnicos

Telescópio refractor Takahashi 102FS f/6
Camera OSC ASI294MC Pro, 45x120s
Guiagem Off-Axis-Guide ASI224MC
Montagem Equatorial Alemã iOptron CEM60
Filtro Optolong L-eNhance 2" (H alfa, H beta e OIII)
Plataforma Kstars-Ekos-INDI em Win10
Astrometry.NET job 4176570
Stellarmate
Astro Pixel Processor, algoritmo Hubble Palette SHO
A imagem está em cores falsas uma vez que:
O hidrogénio (H) emite em vermelho mas está aqui em verde/azul
O enxofre (S) que emite em vermelho profundo e aqui aparece acastanhado/amarelo
O oxigénio (O) emite em azul/verde aqui em azul




 

quarta-feira, dezembro 16, 2020

Técnica Hubble Palette (SHO) com OSCs em astrofotografia de céu profundo com o Astro Pixel Processor

 http://astroatlantico.blogspot.com/.../tecnica-hubble...

Técnica Hubble Palette (SHO) com OSCs em astrofotografia de céu profundo com o Astro Pixel Processor





IC2118

 IC 2118 ou Nebulosa da Cabeça da Bruxa (apenas 27x120s)

Fajã de Baixo, ilha de S. Miguel Açores
9 de Dezembro de 2020



NGC1579 ou Nebulosa da Trífida do Norte

 NGC 1579 ou Nebulosa da Trífida do Norte em 9 de Dezembro 2020 na Fajã de Baixo, ilha de S. Miguel, Açores




Sh2-273

 Sh2-273, Nebulosa do Cone e cluster da Árvore de Natal (a propósito!)

9 de Dezembro de 2020
Fajã de Baixo, ilha de São Miguel, Açores



Messier 1

 Messier 1 em 9 de Dezembro de 2020

Restos de uma Supernova que explodiu em 1054 a 6500 anos luz na constelação do Touro e onde reside no seu seio um Pulsar ou estrela de neutrões que pulsa 30 vezes por segundo.
Os filamentos alanrajados são constituídos por hidrgénio, os azuis por oxigénio e os esverdeados por enxofre ionizado.
Dados técnicos:
Refractor Takahashi 102FS f/6
Montagem equatorial alemã iOptron CEM60
Camara de captura ZWO ASI294MC Pro
Guiagem off-axis com ZWO ASI224MC
Filtro Optolong L-eNhance
Processo robótico WiFi conduzido por Stellarmate 1.5.5
Plataforma Kstars-Ekos-INDI em Win10
Astro Pixel Processor
Fajã de Baixo, ilha de São Miguel, Açores



 Cometa C/2020 M3 (ATLAS) no início da noite de 8 de Dezembro 2020 em trânsito junto à IC410 ou Nebulosa dos girinos (tadpoles) e ao Enxame Globular Estelar NGC 1893. A estrela brilhante à esquerda é a 16 Auriga, estrela dupla variável situada a 232 anos luz do nosso sistema solar.

O cometa apresenta-se com um brilho esverdeado devido à presença de moléculas de cianogénio C2N2.
Imagem resultado da integração de 26 x 120 segundos com camara ASI294MC Pro a 0 celsius, 220 ISO e 8 offset.
Filtro Optolong L-eNhance 2"
Telescópio refractor Takahashi 120FS f/6
Guiagem OAG com ASI224MC
Processo robótico conduzido com RPi4 Stellarmate 1.5.5 e plataforma Kstars-Ekos-INDI em windows 10
Fajã de Baixo, 8 de Dezembro de 2020

Hubble Palette com APP em OSC




Revista da APAA com artigo sobre automação robótica




                                 APAA Associação Portuguesa de Astrónomos Amadores


 

terça-feira, novembro 17, 2020

Cometa C/2020 M3 (ATLAS)

 Apesar da forte neblina na noite de ontem, 13 de Novembro 2020, tivemos o cometa C/2020 M3 ATLAS como grande vedeta da noite.

As imagens presentes foram obtidas com a integração de 22 outras com 120 segundos cada com a técnica de centragem nas estrelas ou no falso núcleo do cometa.
Camera OSC ASI294MC Pro com filtro Optolong L-eNhance com guiagem Off-Axis ASI224MC e montagem equatorial-alemã iOptron CEM60 e tubo óptico refractor Takahashi 102FS f/6.
Processo controlo WiFi com Stellarmate em plataforma Kstars-Ekos-INDI em emulação Win10.
O cometa apresenta uma magnitude muito fraca só sendo visível com um telescópio de abertura média.
Fajã de Baixo, ilha de São Miguel, Açores, 13 de Novembro de 2020.




Sol - Região Activa 2781

 Região Activa 2781 constituída por mais de 14 manchas solares sendo a principal 3x maior que o nosso planeta, atravessa o disco solar sob uma configuração Ekc mas transitando para menor complexidade magnética.

Obtida com o stack de 500 frames com camera ZWO ASI224MC e maksutov-cassegrain ETX90ec pelas 11:40 UTC em Ponta Delgada, Açores.
Software de processamento RegiStax 5.




Um aranhiço e uma mosca

 Estava para não editar esta das Nebulosas da Aranha e da Mosca porque lhe falta o triplo de exposições, mas como a meteo vai andar pouco colaborativa esta e se calhar para as próximas semanas... aqui fica.

Uma, a IC417, parece um aranhiço de longas patas a enviar um esporão para a NGC1931, a Mosca, muito pequena e de grandes olhos, como se a quizesse apanhar.
Apenas 10 imagens de 120 segundos cada uma, na madrugada de 10 de Outuro de 2020 em Fajã de Baixo, ilha de São Miguel, antes do mau tempo se ter instalado.