quinta-feira, novembro 27, 2008

Ocultação de Vénus pela Lua - 1 de Dezembro


Imagem cortesia da AAAM (Associação Astrónomos Amadores da Madeira).


Tem início às 15.28 e termina às 17.09 UTC





Apesar de ser dia, a visibilidade do fenómeno não está comprometida e poderá ser acompanhado, para maior facilidade e conforto, utilizando binóculos.

Ocultação pelo asteróide (776) Berbericia no dia 1 de Dezembro



Mais informações aqui.


Também no dia 2, outro asteróide, o (10386)Romulus irá ocultar outra estrela.


No dia 14, o (3687) Dzus.


Dia 15 o (5900) Jensen.


Dia 16 o (194) Prokne.


Dia 29 o (9) Metis.


Uma mão cheia de ocultações para os Açores. Para mais informações poderão contactar-me.

quarta-feira, novembro 26, 2008




Do Núcleo de Divulgação do Centro de Astrofísica da Universidade do Porto, recebi este email que passo a divulgar:



O Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP) está a
organizar, com o Grupo de Física Solar do Ano Internacional da
Astronomia 2009, uma actividade mundial intitulada "Alvorada do AIA2009".


Muito resumidamente, esta actividade é uma campanha global de observação
solar, a ser efectuada no dia 1 de Janeiro de 2009. Esta actividade
procura ser um primeiro cartão de visita do Ano Internacional da
Astronomia 2009 e uma maneira de mostrar a um público global que o Sol
não é apenas uma bola amarela.


Convidamos todos os astrónomos amadores nacionais a aderirem aquela que
será uma das maiores campanhas mundiais de observação solar.


Para mais informações e registo, podem consultar a nossa página em:
http://www.astro.up.pt/caup/eventos/dawn2009/index.php\?lang=pt





Em Portugal a actividade conta com o apoio da loja Brightstar, que
oferece um desconto de 40% nos filtros solares Astrosolar Film A4
(Baader) a todos os participantes registados.




Ricardo Cardoso Reis
Núcleo de Divulgação
Centro de Astrofísica da Universidade do Porto
e Grupo de Física Solar do AIA2009

terça-feira, novembro 25, 2008

Conjunção tripla



No dia 29 de Novembro dois planetas, Júpiter e Vénus, vão estar distanciados menos de 3 graus e no dia seguinte uma Lua em Quarto Crescente a 10% juntar-se-á ao grupo para formar um triângulo que será extremo no dia 1 de Dezembro com a Lua em 15% da sua fase e formando um triângulo isósceles quase perfeito. Ver os mapas aqui presentes.

sexta-feira, novembro 21, 2008

O artigo sobre a ocultação de uma estrela por Titania




O artigo sobre a ocultação de uma estrela por Titania já esta online na revista Icarus


A ocultação teve lugar no dia 8 de Setembro de 2001, e as regiões mais favoráveis para a sua observação a América do Sul (Equador, Peru, etc), e os Açores. O "rasto" desta ocultação em Portugal era mais central, exactamente nos Açores (São Miguel/Santa Maria).

A estrela SAO 164538 (J2000 RA 21h 38m 14,0s e Dec -14º 54´36 ´´ ) era muito brilhante (magnitude V=7,2), contrastando com a fraca luminosidade da lua Titania (13,9), o que permitia uma fácil detecção do fenómeno. Um dos objectivos centrais desta observação era descobrir a existência de uma atmosfera nesta lua. O seu raio era de 800 km, maior que o de Charon (lua de plutão), e 60% o de Tritão. A sua temperatura registada no infravermelho era aproximadamente de 60º Kelvin. Tendo em conta um diâmetro de 1580 km (representava 0,114 segundos de arco), uma ocultação central duraria 76 segundos.

Também se presumia a existência de uma ténue atmosfera de azoto com pressões à superfície da ordem de 0,1 a 1 microbar e que esta , se estivesse em "outburst" (como as atmosferas cometárias), a sua densidade poderia ser detectada através de uma variação do fluxo luminoso de forma mais gradual.

Produzimos na altura um filme vídeo (PAL e NTSC) com a duração de 3 horas (12,1 Mb), dado que seria possível detectar outras ocultações revelando luas menores de Urano (com 3 a 5 km de diâmetro), assim como um filme digital em formato mpeg e avi com mais de 600 Mb. Toda a informação transitou para análise para o Observatório Meudon em Paris que publicaria os resultados.Finalmente foram publicados !

As imagens e os filme foram produzidos com um telescópio LX200 de 12" de diâmetro com uma CCD Soligor aplicada num flip-mirror. A cadência de "frames" foi de cerca de 25 por segundo.

segunda-feira, novembro 17, 2008

quarta-feira, novembro 12, 2008

Novo grupo de manchas solares



Um novo grupo de manchas solares apareceu recentemente na fotosfera solar, pertencente à Região Activa 1008 e indiciando que o 24º Ciclo começou, deixando o Minímo Solar para trás.Este grupo é claramente bipolar da classe Dai, podendo vir a ganhar maior complexidade magnética nos próximos tempos e a gerar alguns pequenos "flares".

segunda-feira, novembro 10, 2008

A Lua


Pequeno mosaico da Lua obtido com MX916 0,01s em 7/11/2008 22h30m UTC.

quinta-feira, novembro 06, 2008

O Sol




Depois da passagem da mancha solar pertencente à Região Activa 1007, o Sol voltou a hibernar. Apenas alguma pequenas (??) proeminências como atesta a imagem obtida ontem na linha de emissão do Halfa.

Globulares em Canis Maioris


Sirius, a estrela mais brilhante do céu.


No dia 5 de Novembro entre as 4 e as 6 da manhã realizámos um conjunto de imagens de alguns enxames globulares na constelação do Cão Maior em torno da estrela mais brilhante do céu: Sirius.


Utilizámos um C8 e uma MX916 e "trabalhámos" nas "abertas" criadas pela passagem quase contínua de nuvens, daí o fraco "stack" de imagens (7 a 8) e a presença de muito "ruído".



M41 6x30s



M46 e a nebulosa planetária NGC 2438



M47 6x40s



M93 8x40s



NGC 2362 8x40s



NGC 2482 2x40s