quarta-feira, abril 21, 2010

Arcturus



Arcturus situada a 33 anos-luz, é uma das estrelas mais brilhantes do céu no hemisfério norte visível no quadrante leste e fazendo parte da constelação do Boeiro. É uma estrela em expansão consumindo hélio depois de ter feito o mesmo com o hidrogénio e que no futuro irá explodir gerando uma anã castanha e uma bonita nebulosa planetária (daqui a 9.3 bilhões de anos). Neste momento está na fase de gigante laranja com uma dimensão 30x maior que o Sol.
Vista com um pequeno telescópio poderão ser identificadas algumas estrelas á sua volta nomeadamente um conjunto que bem poderiamos designar por Asterisco da Lagarta.

Para termos uma ideia mais precisa das dimensões aqui referidas...

8º Encontro de Astrónomos Amadores



Leia mais sobre este importante encontro nacional que constitui anualmente um marco inultrapassável na vida dos Astrónomos Amadores Portugueses...

terça-feira, abril 20, 2010

O cometa 81P/Wild



Na noite de 17 de Abril pelas 2330UTC e sob condições muito pouco favoráveis, dado a existência de construções que obstruiam a zona do céu, fizemos uma curta sequência de imagens do cometa 81P/Wild, que parece apresentar um jacto mais activo.

Apenas por mera curiosidade apresentamos uma imagem feita com o apocromático 66ED Baader da região em torno da Messier 61, onde são reveladas muitas galáxias de fraca magnitude, pertencentes ao catálogo NGC.
A imagem resulta da mediana de outras 14 com 60 segundos de exposição cada a 1600ISO com a Canon 350D com filtro CLS.

As cinzas vulcânicas sobre os Açores


Nas próximas horas e segundo as previsões do Met Office inglês iremos ter a nuvem de poeira das emissões vulcânicas islandesas sobre a região dos Açores.
Provavelmente teremos também pôr-de-sois avermelhados.
Para uma visualização em directo aconselhamos este site (não use o IE).

domingo, abril 18, 2010

A cinza vulcânica do Eyjafjallajökull


Dia 17 de Abril de 2010 pelas 22:00 horas UTC realizámos algumas imagens astronómicas á conjunção da M44 com Marte e resolvemos também investigar a existância de poeiras na alta atmosfera com a presença da Lua numa posição já relativamente perto do horizonte.
A imagem resultante da mediana de outras três e tratada pelo software Iris sem qualquer aplicação de filtros ou DDP, mostra exactamente a Lua rodeada por uma nebulosidade avermelhada. A sensibilidade foi de 800ISO com exposições de 6 segundos.
Visíveis ainda algumas estrelas, nomeadamente a 62Tau. O mapa apresentado mostra a posição da Lua e as estrelas em seu redor naquele momento e foi produzido pelo Skymap.


Na mesma altura e situando-se no zénite fizemos algumas imagens da conjunção Messier 44 com o planeta Marte.

segunda-feira, abril 12, 2010

Um concurso internacional para evitar uma catástrofe



Foi lançado um concurso internacional para atribuir um prémio de 50000 dólares pela Sociedade Planetária com o apoio da NASA e da ESO, para quem inventar um processo de acompanhamento do asteróide Apophis cujas probabilidades de atingir a Terra em 2036 poderão crescer se houver um pequeno desvio da sua rota. Os resultados acabam de ser divulgados...
Para saber mais...

sábado, abril 10, 2010

Dia 11 de Abril, Dia do Sol

Amanhã (11 de Abril) é celebrado o Dia do Sol (em inglês, Sun Day) do Mês Mundial da Astronomia:

http://www.astronomerswithoutborders.org/index.php/projects/global-astronomy-month/programs/global-programs/global-programs-types/115/231.html

Entre muitas outras actividades que podem realizar, está a utilização de um observatório virtual:

http://virtualtelescope.bellatrixobservatory.org/icts2010.html

Basta ligarem-se à página indicada, a partir das 12h30 e observar o Sol em directo (e em segurança), a partir do vosso computador.

sexta-feira, abril 09, 2010

Um açoriana, Ana Claudia Barbosa Aguiar recria o Hexágono de Saturno




Ana Claudia Barbosa Aguiar, natural da freguesia dos Ginetes, ilha de S. Miguel, antiga sócia do Núcleo Açoriano da Associação Portuguesa de Astrónomos Amadores, formando equipa com Peter Read da Universidade de Oxford, recriou em laboratório o fenómeno conhecido como Hexágono de Saturno e que representa um megaefeito metereológico da atmosfera no pólo norte deste planeta. Este fenómeno de formação poligonal, foi descoberto em 2006 pela sonda Cassini e constitui um vortex gigantesco até agora sem explicação.
Para saber mais, leia aqui...
Sobre este estranho fenómeno ver aqui...

quinta-feira, abril 08, 2010

8 de Abril, quinta-feira, o asteróide 2010 GA6 vai passar próximo a Terra



Um asteróide recém descoberto passará próximo da Terra, hoje, quinta-feira, 08 de abril de 2010. Este objeto não representa uma ameaça de impacto em nosso planeta, embora sua passagem seja mais próxima da Terra que a órbita da Lua.


O asteróide 2010 GA6 é relativamente pequeno, com 22 metros de diâmetro. O objeto foi descoberto pelos astrônomos da Catalina Sky Survey em Tucson, Arizona, EUA.


Leia mais sobre este assunto aqui...

sexta-feira, abril 02, 2010

Cometa C/2007 Q3


Na noite de 1 de Abril, entre as 23:18 e as 23:42 obtivemos um conjunto de 9 imagens de 45 segundos, na origem da imagem que aqui publicamos e que mostra para além da deslocação deste cometa em 24 minutos a hipótese da sua fragmentação. De salientar a sua magnitude visual mais fraca do que o previsto (11.2). Utilizado o programa Irís.
O mapa abaixo foi produzido pelo SkyMap e mostra a região em torno do cometa.

Cometa 81P Wild



COMETA 81P/WILD
1 de Abril de 2010, 22:30, Celestron 203mm f/10 com Canon 350D (filtro OWB), 14x45s
Software Irís.
AR 15º 22' 1,0´´, DEC +60º 23´
Local: Fajã de Baixo, Ponta Delgada



Região Activa 1059 em 2 de Abril
Mancha solar Cko com inúmeras fáculas.
ETX90 com SPC900NC em foco directo, AVI 200 frames e software Registax v.5

quinta-feira, abril 01, 2010

Cometa desintegra-se


No dia 29 de Março procurámos pelo Cometa C/2009 O2 (Catalina)anunciado com apresentando uma magnitude 9.3 e passando 0.07° pela estrela binária gamma Andrómeda com a magnitude 2.2+4.9.
Fizemos um conjunto de imagens onde nada sugeria a existência de um cometa e que depois de tratadas pelo programa Irís continuaram a dar resultados negativos.
Mais tarde viemos a saber que o cometa se tinha desintegrado deixando uma imensa nuvem de detritos que evoluiam no espaço.
Para constar, aqui fica a imagem da região do espaço onde se deveria situar o C/2009 O2 Catalina.