sábado, dezembro 19, 2009

Da Terra para o Universo




Exposição sobre fotografia astronómica "Da Terra para o Universo" está em Ponta Delgada, no Mercado da Graça com fotografias de astrónomos açorianos entre muitas outras.

A exposição que surge no âmbito das comemorações do Ano Internacional da Astronomia,"Da Terra para o Universo", replicada em muitas partes do Mundo, tem percorrido os 19 municípios da Região.
Depois da Ribeira Grande, a primeira autarquia da ilha de S. Miguel a receber esta mostra de fotografia sobre astronomia, seguiu-se o concelho do Nordeste.
Depois do Nordeste, esta exposição, que apresenta a particularidade de ter um grande formato e ser colocada em locais inesperados para o público em geral, seguiu para a Povoação, Vila Franca do Campo, Lagoa, e termina agora em Ponta Delgada no dia 29 de Dezembro.

Imagens de açorianos:
Paulo Pereira - manchas solares
J. Gonçalves - M31, M51, M27 e Eclipse da Lua
João Porto - Cometa 17P/Holmes, Via Láctea, Nebulosa de Orion e Transito de Vénus.

Impacto de asteróide na região dos Açores


Cientistas portugueses descobriram perto dos Açores uma depressão do fundo do Oceano Atlântico que acreditam ter origem no impacto de um meteorito, noticiou hoje a estação britânica BBC News.A cratera é relativamente circular, com uma cavidade com seis quilómetros de largura e possui uma ampla cúpula central, tendo sido denominada "Ovo Estrelado" devido à sua forma distintiva.

Caso se confirme que a sua origem resulta do impacto de um asteróide, estima-se que a colisão tenha provavelmente ocorrido nos últimos 17 milhões de anos, a provável idade máxima do fundo basáltico da rocha submarina onde está a cratera.

"Para ter a certeza, precisamos de retirar amostras e fazer um perfil das camadas sedimentares, para determinar se existe realmente uma elevação central decorrente de um impacto", explicou Frederico Dias, da Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental Portuguesa (EMEPC).
Outras noticías aqui

sexta-feira, dezembro 18, 2009

A Região Activa Solar 1035


Este grupo de manchas solares com mais de 100.000 km de comprimento, faz o seu transito desde há uma semana, tendo no dia 16 de Dezembro lançado para o espaço uma explosão de massa coronal que está a produzir Auroras Boreais. Neste início de Ciclo Solar, o 24º, é a primeira grande Região Activa a aparecer, depois de mêses consecutivos quase sem uma mancha solar.
Imagem obtida com um ETX90 sem guiagem e uma SPC900NC em foco primário no dia 18 de Dezembro pelas 14:45 UT em Ponta Delgada.

terça-feira, dezembro 15, 2009

Balanço do AIA 2009 nos Açores




Do Coordenador Regional do AIA2009 nos Açores, Prof. Miguel Ferreira, recebemos o Balanço do AIA2009 que transcrevemos de seguida:


Ano Internacional de Astronomia – um balanço


Neste ano que termina celebram-se os 400 anos das primeiras observações de Galileu Galilei que mudaram o mundo. O que observou através do telescópio, e a forma genial como interpretou as suas observações, revolucionaram a nossa forma de pensar acerca do lugar da Terra no Universo.

Um pouco por todo o mundo, a astronomia foi celebrada nas suas diversas facetas, estimulando o interesse não só na astronomia, mas na ciência em geral. Como exemplo, as sessões de observação do céu integradas nas Noites de Galileu foram realizadas na Austrália, no Afeganistão, no Nepal e em mais outros 100 países, onde se inclui Portugal e os Açores.



Este está a ser um ano fantástico para a astronomia, não só pelas celebrações do AIA2009 em todo o mundo, mas também por importantes marcos como foram o lançamento de vários telescópios espaciais, a abertura do Gran Telescopio Canarias, um dos maiores telescópios do mundo e os avanços no projecto ALMA (Atacama Large Millimiter/submillimiter Array) do Observatório Europeu do Sul.

A nível regional, o AIA2009 decorreu de forma muito satisfatória com inúmeras actividades organizadas por diversos organismos: escolas, Centro de Ciência de Angra do Heroísmo, Observatório Astronómico da Ribeira Grande, câmaras municipais, astrónomos amadores e a própria organização do AIA2009.



Decorreram actividades tão diversas como congressos de astronomia, palestras nas escolas, exposições ao ar livre, exposições em escolas, sessões de observação, semanas da astronomia, ciclo de astronomia e cultura, palestras públicas, sessões de planetário portátil, Astronomia no Verão e o lançamento de uma série de selos dedicados ao AIA2009 no Observatório Astronómico da Ribeira Grande. Entre diversas outras iniciativas, é de realçar a realização de cursos de formação de professores, um na Terceira e outro em S. Miguel, em Astronomia. Esta aposta do AIA2009 em formar professores tem o objectivo claro de deixar sementes para o futuro.

Um dos objectivos a que nos propusemos foi levar a astronomia, e a sua relação com outras ciências e a cultura, junto dos mais diversificados tipos de público. Para atingir este fim, foi fundamental a colaboração de diversos jornais da região que se predispuseram a publicar diversos artigos durante todo o ano de 2009 e a divulgar diversas iniciativas. Muitos desses artigos foram escritos por colegas da Universidade dos Açores e de outras Universidades (Aveiro, Porto, Coimbra e Cambridge) – alguns dos mais destacados investigadores nesta área.

Em jeito de balanço, muito mais deveríamos certamente ter feito mas é de crer que o objectivo principal de divulgar a astronomia foi atingido.

E agora? Para que o esforço de várias pessoas singre é fulcral que depois de 2009 continue a haver iniciativas ligadas à Astronomia nos Açores. Neste sentido, é importante continuar e expandir a iniciativa Astronomia no Verão que este ano se reatou. É também com este propósito que a Universidade dos Açores, com o apoio financeiro da DRCTC, e a colaboração do Centro de Ciência de Angra do Heroísmo, organiza para 2010 uma pequena exposição itinerante que celebra os 20 anos do telescópio espacial Hubble. Caberá também ao Observatório Astronómico da Ribeira Grande continuar e aprofundar o seu trabalho em prol da astronomia.



A Sociedade Portuguesa de Astronomia, como órgão máximo da Astronomia em Portugal e organizadora do AIA2009, continuará a trabalhar em prol do desenvolvimento da astronomia, contando para isso com os diversos parceiros que a acompanharam nesta aventura que tem sido o Ano Internacional de Astronomia 2009.

Viva a Astronomia!

Miguel Ferreira
Universidade dos Açores

segunda-feira, dezembro 07, 2009

Imagens da Sessão Observacional de 13 de Novembro

Realizada na Escola Secundária Antero de Quental na noite de 13 de Novembro, aqui ficam algumas imagens do evento da autoria do professor Bruno Couto da mesma escola.




segunda-feira, novembro 30, 2009

A nossa média anual em céu encoberto



Publicado pelo ISCCP da NASA, vários mapas mostram a cobertura média de nuvens para todos os mêses do ano bem como a média anual. A nossa média anda entre os 70 e os 80%, o que é muito mau para a realização de observações astronómicas. Este consitui o maior argumento para a criação de um Planetário que deverá nascer junto ao Observatório Astronómico de Santana complementando a sua actividade de divulgação científica. Localizado entre as duas cidades de São Miguel deverá constituir um pólo importante de atracção para as escolas, turismo científico e população em geral.
Aguarda-se pelo seu projecto.

segunda-feira, novembro 23, 2009

Ocultação visível dos Açores


No dia 28 de Novembro poderão acompanhar a ocultação da estrela 3CU188-055100 pelo asteroíde 234 Barbara, entre as 22h10m e as 22h 30 m hora local.
Consultar o mapa aqui apresentado.

sexta-feira, novembro 20, 2009

Asteroide intruso aproxima-se da Terra


O asteroide 2009 WJ6 com 11 metros de diametro, recentemente descoberto, está a passar hoje a cerca de duas distâncias Terra-Lua. Poderia ser visto a passar na constelação do Dragão com magnitude 16.
Outras noticias sobre este assunto AQUI.
O acompanhamento deste asteroide e de outros que apresentam maiores riscos de impacto,poderá ser feito também AQUI.

quarta-feira, novembro 18, 2009

Declarações do Secretário Regional José Contente


José Contente proferiu um conjunto de declarações relativas ao estado da região na área das ciências e a Astronomia. Em relação ao Observatório Astronómico de Santana - OASA,o secretário regional da Ciência, Tecnologia e Equipamentos afirma que esta infra-estrutura “constitui um pólo em que se pode estudar questões do âmbito da astronomia mais tradicional”.

Para este observatório estão anunciados novos investimentos, através da aquisição de um novo telescópio e de um novo planetário fixo.
Afirmou: “Esta infra-estrutura tem apoiado sobretudo as actividades dos astrónomos amadores e permitido um contacto mais estreito com as instituições escolares de S. Miguel”.
No que diz respeito aos investimentos na área da astronomia nos Açores, o secretário regional da Ciência, Tecnologia e Equipamentos afirma que “a astronomia, vocábulo derivado do grego, etimologicamente significa ‘lei dos astros’ e, como se sabe, é uma Ciência que hoje toma uma nova projecção com a associação às questões do espaço, para além do tradicional estudo das posições relativas, dos movimentos, da estrtutura e evolução dos astros”. Por isso, acrescenta, “hoje a astronomia espacial, que integra os sistemas espaciais, utiliza balões estratosféricos, foguetões, satélites e sondas automáticas. Ora, nos Açores, a Estação da ESA em Santa Maria e a estação ligada à Climatologia na Graciosa, são projectos em que se dilui o conceito clássico de astronomia”.

No que diz respeito ao avanço tecnológico regional fez questão em referir que “a agricultura e o turismo podem e devem ser complementados com a sociedade do conhecimento e das novas tecnologias num processo em que as sinergias resultantes da ligação destes três pilares possam melhorar a nossa qualidade de vida, acompanhar o mundo desenvolvido e rentabilizar os nossos recursos”.

quinta-feira, novembro 12, 2009

Astronomia em Ponta Delgada

Amanhã dia 13 de Novembro, vamos estar pelas 20:00 horas na Escola Secundária Antero de Quental em Ponta Delgada, numa sessão observacional destinada a alunos, pais e professores daquele estabelecimento de ensino. O OASA vai levar telescópios e S. Pedro vai fazer os possiveis para que não haja nuvens !!

quarta-feira, novembro 04, 2009

Curso de formação “Descobre o teu Universo” no OASA


O Observatório Astronómico de Santana eatá a realizar entre os dias 2 e 4 de Novembro, um Curso de Formação “Descobre o teu Universo! Vamos aprender e... ensinar Astronomia”.
Este curso, certificado pela Agência Nacional Ciência Viva é organizado pela Sociedade Portuguesa de Astronomia e insere-se no Ano Internacional da Astronomia. Tem como o objectivo de apoiar docentes dos ensinos básicos e secundário no auxílio a actividades de Astronomia nas escolas.

O curso está dividido em três módulos com as temáticas “Astronomia nos Ensinos Básico e Secundário. Introdução aos conceitos teóricos”; “Utilização de telescópios. Tipos de telescópios. Observação Diurna e Observação Nocturna” e “Teacher Training Program – Utilização de ferramentas e plataformas informáticas e de internet no Ensino da Astronomia”.
A coordenação da actividade está a cargo de Felisbela Martins, Associação Europeia para o Ensino da Astronomia, Rosa Doran, Núcleo Interactivo de Astronomia e Máximo Ferreira, Centro Ciência Viva de Constância

quinta-feira, outubro 29, 2009

A maior Região Activa dos últimos tempos


O maior grupo de manchas solares dos últimos tempos tem vindo a rodar no disco solar e está prestes a desaparecer no limbo oeste do Sol. Tendo surgido como uma Bxi evoluiu rapidamente para uma Ekc apresentando uma polaridade muito elevada que levou já à produção de mais de uma dezena de fulgurações da classe C. A imagem obtida por nós, revela uma dessa fulgurações no espectro da luz visível, como um "crack" brilhante junto à penumbra da mancha principal, apesar das péssimas condições atmosféricas e do Sol estar muito perto do horizonte.

segunda-feira, outubro 26, 2009

Cometa Tritton mais próximo da Terra (0.98 UA)


Situado na constelação do Pégaso,apresentava uma magnitude visual da ordem dos 12.6 a 12.4, com uma condensação central muito forte e um coma muito ténue.

A imagem resultou da adição de 8x45 segundos sem filtro e sob condições de grande poluição luminosa: um holofote de um quintal vizinho apontava quase na nossa direcção. Contudo o protector de humidade protegeu um pouco o SC desta interferência.

No dia 28 deste mês encontrar-se-á a 0,98 Unidades Astronómicas do nosso planeta e só voltará a aproximar-se em 13 de Novembro de 2035 (0,91 UA).

Notar a galáxia MK532 de magnitude 16.8 no canto inferior esquerdo.

quarta-feira, outubro 21, 2009

Ciência à Sexta


A actividade de divulgação científica Ciência à sexta tem início esta sexta-feira, dia 23 de Outubro.
Do Miguel Tavarela recebemos este texto:
Esta iniciativa consiste em palestras, mesas redondas e sessões de observação do céu durante 4 semanas, à sexta-feira, nas instalações do Pico da Urze da Universidade dos Açores. A astronomia é o ponto de partida para nos levar a reflectir sobre a origem da vida e a sua procura fora da Terra, conhecer o desenvolvimento tecnológico e científico da Europa numa área de ponta como é a astronomia, discutir a relação entre Arte e a Ciência e ficar a conhecer melhor o nosso canto do Universo.

sexta-feira, outubro 09, 2009

Epsilon Aurigae



Já lá vão duas semanas desde que me inscrevi neste projecto para acompanhar a estrela variável eclipsante Epsilon Aurigae da constelação do Cocheiro. Até agora com as condições climatéricas que tem feito, a oportunidade esgota-se.
Sobre o projecto ler mais aqui...

terça-feira, setembro 29, 2009

No dia das eleições


M57, Nebulosa do Anel na constelação da Lira, 27 de Setembro


M92 na constelação de Hércules, 27 Setembro


Cometa C/2006 W3 Christensen, 27 Setembro, 12x25s

segunda-feira, setembro 28, 2009

O Sol reactiva-se finalmente !!



No dia 25, o Sol apresentava dois grupos de manchas, designada por Regiões Activas 1026 e 1027, que apresentavam configurações simples respectivamente Hsx e Dso. Esta ultima havia gerado uma pequena fulguração de que ficou como testemunha, na banda do vísivel, as imensas e brilhantes fáculas em redor da mancha solar. Aqui ficam as imagens produzidas com um ETX 90 munido de um filtro solar 1000 Oaks+.

O Expolab e Astronomia





No dia 25 estivemos no Expolab na Lagoa onde durante 3 horas orientámos uma sessão de observação astronómica no terraço do amplo edifício que albergava diversas exposições, entre as quais "O Trilho da Vida" ( na nossa opinião pecando por uma informação muito densa e pouco descodificada), o Planetário Digital portátil do OASA com sessões contínuas e ainda uma exposição sobre minerais e fosseis do OVGA.
A noite foi preenchida com a presença de muita gente interessada em confirmar o que acabava de ver no Planetário. Dois telescópios apontavam para a Lua e para Júpiter e outro fazia um vai-vem entre o enxame estelar globular M13 e a nebulosa planetária M27 nas constelações de Hércules e da Lira, documentando respectivamente acontecimentos na nossa galáxia, nomeadamente a colisão desta com outras e a explosão de uma estrela no seu fim de vida. Sobretudo estes dois objectos despertaram a curiosidade e causaram espanto entre todos os observadores.
A noite não era das melhores com muita neblina mas com abertas que aproveitavamos para ir mostrando o que era possível. Aqui ficam algumas imagens desta noite.



sexta-feira, setembro 25, 2009

O Christensen desloca-se rápido


Em cerca de 34 minutos o cometa C/2006 W3 Christensen desloca-se muito rapidamente na contelação da Águia. Duas exposições de 15 e 50 segundos respectivamente, já que as nuvens não deixaram fazer mais!

quinta-feira, setembro 24, 2009

Noite dos Investigadores na Lagoa


A convite do OASA - Observatório Astronómico de Santana Açores, estaremos a partir das 21:00 horas de sexta-feira, no Expolab orientando sessões de observação astronómica.

O Expolab recentemente inaugurado pelo Governo Regional na Lagoa, em S. Miguel, irá dinamizar a iniciativa europeia “Noite dos Investigadores”, uma iniciativa da Comissão Europeia, que decorre na próxima sexta-feira e onde serão promovidas diversas actividades simultâneas, em várias cidades europeias, com o objectivo de aproximar a comunidade científica, dos cidadãos europeus.
O OASA estará presente com o Planetário Digital e muitos telescópios.

quarta-feira, setembro 23, 2009

Cometa na constelação da Águia


O cometa C/2006 W3 Christensen fotografado em 21 de Setembro com integração de 14 exposições de 25 segundos cada a 1600 ISO e com a Canon 350D modificada.

Mais informação sobre este cometa...

segunda-feira, setembro 21, 2009

Colectânea de Pequenos Corpos do Sistema Solar

Ver neste site http://astrosurf.com/azores/Cometas_v2.htm

M2 no seu esplendor



19 de Setembro de 2009: apenas resultado da integração de 8 imagens de 25 segundos cada com Canon 350D modificada a 1600ISO. Local: Fajã de Baixo com intensa poluição luminosa e nuvens altas com vento de nordeste com janela de observação por cima do telhado da minha casa que libertava ondas de calor armazenadas durante um dia de sol.

segunda-feira, setembro 14, 2009

Satélites, Planeta e Avião


Na noite de 27 de Agosto em Rocas do Vouga.

quinta-feira, setembro 10, 2009

Para a História da Radioastronomia nos Açores


Em 2003 a Comissão Instaladora do OASA (Observatório Astronómico de Santana Açores) esteve na base da elaboração de um projecto promissor na área da radioastronomia com a colaboração do Jodrell Bank (PHD John Ponsbee) e da Universidade do Porto (Prof. Dr. António Magalhães) e ainda da Portugal Telecom, e que deveria ter sido apoiado financeiramente por uma proposta de candidatura à União Europeia—Fundos Comunitários.
Aqui fica uma fotografia dessa altura com António Magalhães e John Ponsbee quando da sua deslocação a São Miguel para fazerem o levantamento radioeléctrico da ilha e averiguarem da possibilidade da conversão das antenas parabólicas do Charco da Madeira, propriedade da PT, para instalação de um Maser.
Este Maser pertencia ao John Ponsbee que o disponibilizaria para a sua colocação na antena maior. Segundo os Japoneses da Mitshubishi (fornecedores da antena, e que foram consultados por nós) a antena maior era perfeitamente adaptável à radioastronomia.Todo o apoio técnico relativo á manutenção das antenas deveria ser dado pelos técnicos da PT e seria estabelecido protocolo com a rede europeia.
Numa primeira abordagem este centro de radioastronomia a ser gerido pelo OASA faria estudos da emissão rádio do centro galáctico e disponibilizaria visitas de estudo a escolas.
Mais informação...

quinta-feira, setembro 03, 2009

Imagens das sessões de Julho e Agosto em Rocas do Vouga


M31 (Galáxia de Andrómeda), M32 e M110, Tempo de exposição:900s, Canon 350D modificada, APO 66ED Baader + GEM1,1600ISO

M13, Tempo de exposição 6 minutos, Canon 350D modificada, APO 66ED Baader + GEM1,1600ISO

M8 e M20, 900s, Canon 350D modificada, APO 66ED Baader + GEM1, 1600ISO

M16, 650s, Canon 350D modificada, APO 66ED Baader + GEM1, 1600ISO

Nebulosas escuras no Escudo, 1000s, Canon 350D modificada, APO 66ED Baader + GEM1, 1600ISO
Todas as imagens foram processadas com o Photoshop e Iris.

quarta-feira, setembro 02, 2009

Observações no OASA

Ontem, dia 1 de Setembro, estivemos no Observatório Astronómico de Santana a realizar e a orientar observações astronómicas, numa iniciativa do próprio OASA.
Compareceu um grupo de professores e alunos de Capelas para além de muitos outros a título individual. Apesar da Lua quase cheia (82%) ainda foi possível mostrar diversos tipos de objectos, tais como enxames globulares em Hercules e Sagitário bem como nebulosas também no Sagitário. Tá claro que não faltou uma observação acurada de Júpiter e das suas luas e ainda da nossa Lua.
O OASA está de parabéns por estas iniciativas.


Aqui fica uma imagem da conjunção Lua- Júpiter de 6 de Agosto e que hoje, dia 2 de Setembro se volta a repetir.

segunda-feira, agosto 31, 2009

Possível NEO ou satélite geoestacionário ?


Na noite de 27 de Agosto de 2009 em Sanfins, Rocas do Vouga, detectámos um objecto fazendo o transito na região de observação do planeta Júpiter. Utilizávamos na altura um refractor APO 66ED da Baader com uma Canon 350D modificada e uma montagem equatorial básica GEM1. Os tempos de exposição foram de 30 segundos a 1600ISO.
A passagem do objecto era muito lenta para ser satélite artificial ou meteorito.
Consultámos o SkyMap par detecção de asteróides que nos comprovou a inexistência naquele dia e hora do transito destes objectos naquela região.
Estamos neste momento a indagar a IOTA europeia e outros observatórios especialistas em detecção de NEO`s (Near Earth Objects), numa tentativa de conhecer este objecto.
Aqui fica a imagem resultante da mediana de 3 imagens processadas com o software Iris.

Astronomia em Couto de Esteves


Um grupo que não se via à 20 anos

Grande afluência ás observações

A Lua tal como se apresentava vista por um ETX 90


Aspecto geral da noite de astronomia

Luis Sardão da LANCE.

Observações conduzidas por João Porto

Palestra sobre tema genérico conduzida por Paula Costa na sede da ACSCE (Associação Cultural e Social de Couto de Esteves).